Serviços
Benefícios
Agenda de Cursos
Balcão de Talentos

Produtos cosméticos e suas reações adversas



A importância de profissionais da saúde de estarem atualizados com informações técnicas, científicas e terapêuticas, que permitam identificar problemas e saber como solucioná-los. 

O Brasil figura entre os mercados mais aquecidos no ramo de cosméticos, oscilando entre o 3º e 4º lugar no ranking dos países que mais comercializam estes produtos, ficando atualmente atrás apenas de Estados Unidos, Japão e França. A estimativa do Euromonitor é que no período 2015 à 2020, haverá um crescimento acumulado de 14,3%, ou seja, em média 2,7% ao ano neste setor, que é o responsável pela maior geração de empregos formais no país. No passado, a indústria de cosméticos era dominada apenas por grandes empresas. Mas hoje em dia, pequenas e médias empresas estão inserindo produtos no mercado, contribuindo desta forma com a franca expansão de domínio do segmento.

Este crescimento significativo no consumo de cosméticos, reflete diretamente no aumento do número de produtos, na quantidade de componentes químicos ou físicos e no tempo de exposição às substâncias presentes, e, com isso, aumenta consideravelmente a probabilidade de produção de efeitos tóxicos e adversos. Assunto no qual será tratado na quinta-feira, 16 de agosto, no auditório do Sincofarma/SP, com o professor Dr. Humberto Spindola.

De acordo com o ministrante, tem sido crescente o desenvolvimento de métodos que avaliam a segurança no uso de cosméticos regulamentados por agências como: OECD – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico e a Anvisa. A avaliação da segurança é baseada na avaliação do risco e deve considerar parâmetros toxicológicos dos ingredientes com base em dados atualizados, observadas as condições de uso do produto cosmético e o perfil do consumidor alvo.

EFEITOS E REAÇÕES AOS COSMÉTICOS

Reações adversas como irritação dérmica, sensações de desconforto ou mesmo desenvolvimento de reações alérgicas graves, estão entre as principais possibilidades de toxicidade envolvidas com uso de cosméticos.

Segundo o Dr. Humberto Spindola, os componentes que tem um alto potencial de intoxicação e reações adversas, destacam-se entre os derivados de petróleo, ureia, corantes, formol, despigmentantes, fragrâncias, entre outros.

Além destes componentes, a nanotecnologia aplicada a cosméticos (Nanocosméticos) também tem sido explorada quanto ao seu potencial tóxico, “haja visto que muitos produtos têm utilizado desta forma, com promessas de efeitos rápidos e controlados, mas que podem eventualmente produzir inflamações ou mesmo danos em proteínas e no próprio DNA das células”, enfatiza Spindola.

Dentre as reações adversas mais prevalentes destacam-se a síndrome de intolerância aos cosméticos, acnes e erupções acneiforme, dermatites irritativas e alérgicas e fotossensibilidade. Todos estes tópicos serão abordados no curso de EFEITOS E REAÇÕES AOS COSMÉTICOS .

Considerando estes fatores e a alta capacidade dos cosméticos poderem produzir danos à saúde, é de extrema importância que, profissionais que trabalham em farmácias e drogarias estejam atualizados com informações técnicas, científicas e terapêuticas e conhecer os principais efeitos tóxicos e reações adversas de produtos cosméticos, destacando mitos e verdades sobre os perigos no uso. Não perca essa oportunidade, conheça este e outros tantos cursos que o Sincofarma tem preparado para a capacitação e qualificação profissional do setor farmacêutico. Faça sua inscrição.

PROGRAMAÇÃO

Data: 16/08/2018

Horário: 8:30 credenciamento – 9:00 início do curso – 16:00 final

Ministrante: Prof. Dr. Humberto Moreira Spindola

Investimento: Associado: R$ 25,00 – Não Associado: R$ 100,00 – Estudante: R$ 30,00

Local: Auditório Sincofarma/SP – CLIQUE AQUI para visualizar o mapa.

INSCREVA-SE! 

Por: Katarine Marques

Fonte: Sincofarma/SP


Compartilhe


Comentários