Anvisa atualiza condições de armazenamento da vacina da Pfizer



Inclusão na bula define faixa específica de temperatura para o transporte e o armazenamento por até duas semanas.

 

A Anvisa aprovou o acréscimo de novas condições de armazenamento e conservação para a vacina Comirnaty, da Pfizer, que está registrada no Brasil em nome da Wyeth Indústria Farmacêutica.

Estudos de estabilidade apresentados comprovam que a vacina mantém suas características de qualidade nas novas condições de temperatura. As novas indicações foram avaliadas a pedido do laboratório.

O novo trecho incluído diz que: “Alternativamente, os frascos fechados podem ser armazenados e transportados entre -25°C e -15°C por um período único de até 2 semanas e podem retornar a -90°C a -60°C.”

Os novos limites de conservação serão acrescentados na bula da vacina e não alteram o período de validade total do produto, que é de seis meses.

As demais orientações de conservação e armazenamento da vacina não foram modificadas.

Antes dessa inclusão, a bula da Comirnaty já definia que a vacina deve ser “mantida no congelador a uma temperatura entre -90°C e -60°C” e que, “uma vez retirada do congelador, a vacina fechada pode ser armazenada por até 5 dias entre 2°C e 8°C”.

 


BIOTECNO SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO

 

Quando se trata de armazenamento de vacinas, o Sincofarma orienta a empresa líder e referência mundial:  Biotecno 

www.biotecno.com.br

No curso de Programa de Formação e Habilitação de Farmacêuticos em Vacinação, que é realizado em São Paulo através do Sincofarma, e chancelado pelo ICTQ, a refrigeração das vacinas é tratada como um dos tópicos principais do curso.

Faça sua inscrição, Turmas abertas para Maio e Junho.

 

 

 

Fonte: Anvisa


Compartilhe


Comentários