Busca por medicamentos na internet cresce mais de 8.000% na pandemia



A Semrush, empresa de software de gerenciamento de conteúdo, realizou estudo que apontou aumento significativo nas buscas por medicamentos na internet durante a pandemia. Produtos relacionados ao possível combate ao novo coronavírus, como a ivermectina, azitromicina, cloroquina e hidroxicloroquina, puxaram as buscas, segundo revelou a revista Medicina S/A. Marcas e laboratórios também tiveram alta nas pesquisas.

De acordo com o levantamento, o termo cloroquina, por exemplo, teve crescimento impressionante de 8.143% entre fevereiro e março de 2020, passando de 14 mil para mais de 1,2 milhão de buscas, em comparação com o mesmo período do ano passado. Já a ivermectina teve alta de 3.618%, de 110 mil para 4,090 milhões de acessos.

Houve também aumento de 152% na busca por azitromicina, utilizada para o tratamento de infecções, em relação ao ano passado, sendo a média mensal de 237 mil, em 2019, passou para 599 mil neste ano. Já a hidroxicloroquina, medicamento utilizado no tratamento de lúpus e artrite reumatoide, atingiu o seu ápice no mês de abril, com 301 mil buscas, tendo um crescimento de 652% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Segundo a pesquisa, também as marcas de medicamentos e os laboratórios tiveram alta expressiva nas buscas dos internautas. A procura pela marca Cremer, com produtos de prevenção à Covid-19, por exemplo, teve média mensal de 88 mil buscas em 2020, aumento de 35% em relação a 2019, cuja média foi de 65 mil pesquisas por mês. Já a Eurofarma obteve média mensal de 51 mil buscas (de janeiro a julho), atingindo o pico em julho, sendo procurada 40,5 mil vezes.

Em razão dos estudos recentes realizados com a vacina experimental contra o coronavírus, o laboratório Pfizer cresceu 551% nas pesquisas entre os meses de março e julho, atingindo 90,5 mil buscas apenas em julho. A EMS também teve alta nas buscas por laboratório em julho, com 33 mil pesquisas. Em relação ao mesmo período no ano passado, a EMS registrou crescimento de 22%.

Conforme apurou a Medicina S/A baseada na pesquisa desenvolvida pela Semrush, de forma geral, o crescimento do tráfego mensal em 2020 em relação ao ano anterior nos sites das cinco principais representantes da indústria farmacêutica brasileira foi de:

  • Eurofarma – 161%
  • Medley – 104%
  • EMS – 80%
  • Sanofi – 72%
  • Novartis – 28%

 

Fonte: ICTQ


Compartilhe


Comentários