Conteúdo das farmacêuticas ganhou relevância após Covid



Mais de 8 em cada 10 (83%) dos provedores de saúde, ou healthcare providers (HCPs), afirmam que o conteúdo que obtêm das empresas farmacêuticas é mais relevante agora do que antes da Covid-19 e, provavelmente, eles têm mais tempo para lê-lo.

 

É o que revela o relatório The “new” rules of engagement, da desenvolvido pela Accenture. Segundo o estudo, três quartos disseram que viram menos pacientes no ano passado, e 61% disseram que têm mais tempo disponível do que antes da pandemia.

O relatório é baseado em uma pesquisa com 720 clínicos gerais, oncologistas, cardiologistas e imunologistas em todo o mundo. Ele mostrou 59% dos profissionais disseram que recomendações baseadas em dados – como informações de ensaios clínicos – são mais úteis para moldar seu plano de tomada de decisões.

Os principais insights do estudo são:

As empresas farmacêuticas estão mudando suas comunicações com os HCPs e estes, por sua vez, estão reconhecendo este trabalho
  • 86% dos entrevistados viram as indústrias farmacêuticas mudarem suas estratégias de comunicação, indo além das informações sobre os produtos para se tornarem “verdadeiramente úteis”
  • 83% dos provedores de saúde acreditam que o conteúdo que recebem da indústria hoje é mais relevante do que antes da pandemia da COVID-19
  • Isso permitiu que os HCPs tenham a oportunidade de observar e reconhecer as empresas farmacêuticas que oferecem compromissos mais significativos. Quase 9 em cada 10 profissionais reconhecem que algumas empresas oferecem melhores contratos, com 41% observando “uma melhora significativa”.
  • Os HCPs estão recompensando as empresas farmacêuticas que oferecem interações positivas com mais acesso e oportunidades de envolvimento. 88% teriam duas vezes mais probabilidade de se reunir com outras empresas / representantes caso o bom relacionamento fosse replicado.
O envolvimento virtual veio para ficar para os HCPs

Quase 50% dos fornecedores disseram preferir uma combinação de reuniões presenciais e virtuais com representantes de vendas, mesmo após o fim da pandemia

 

 Os HCPs têm mais tempo disponível agora do que antes da pandemia

3 em cada 4 provedores de saúde viram uma diminuição no número de pacientes no último ano e um terço dos HCPs afirmam que essa diminuição foi significativa

 

 Os HCPs valorizam o conteúdo baseado em dados que os ajuda a atender melhor seus pacientes

59% dos entrevistados consideraram as recomendações baseadas em tecnologia com base em dados, como ensaios clínicos e informações do mundo real, como o fator mais popular para moldar suas decisões de tratamento

 

 No entanto, o conteúdo realmente útil está se perdendo na confusão de comunicações
  • 77% estão vendo um volume maior de informações de empresas farmacêuticas do que antes da Covid-19
  • 64% concordam que o volume de comunicações digitais que recebem da indústria farmacêutica é muito grande

“Com a pandemia interrompendo as formas tradicionais de interação com pacientes e prestação de cuidados, as empresas farmacêuticas têm a oportunidade de reinventar sua relevância para os profissionais de saúde e repensar seu modelo de envolvimento”, afirma  Laura Dix, diretora-gerente da Accenture Life Sciences.

 

Fonte: Panorama Farmaêutico

Publicado em 6 de janeiro de 2022


Compartilhe


Comentários