Serviços
Benefícios
Agenda de Cursos
Balcão de Talentos
Meu Cadastro
Contribuições

“Dicas de Segurança” reune o comércio de Botucatu



A primeira reunião aconteceu com o varejo farmacêutico na sede da Guarda Municipal da cidade, reunindo a Guarda Municipal, a Guarda Civil e as Forças de Segurança.

 

Bons ares e bons ventos é o topônimo que provém a cidade de Botucatu. É nesta tranquilidade que a cidade, com mais de 150mil habitantes, quer continuar prevalecendo. Por essa razão, as forças de segurança, em parceria com o Sincomercio de Botucatu e Região, Sincofarma/SP e Sincomerciarios realizaram a primeira reunião intitulada “Dicas de Segurança”.

“Estamos trabalhando com a questão de segurança que faz parte do conselho de segurança. Em Botucatu está acontecendo alguns furtos no comércio, e a Guarda Municipal nossa é muito atuante” comenta a Presidente do Sincomercio de Botucatu e Região, Fátima Baldini. “Tem uma união muito grande entre a Secretaria de Segurança, Polícia Civil Polícia Militar e a Guarda Municipal” fato este indispensável para o funcionamento coerente da identificação dos elementos que prejudicam a segurança da cidade, que normalmente são os mesmos, segundo a Presidente.

A ideia das reuniões é de se segmentar, e se iniciou pelo comércio das farmácias por sofrerem muitos furtos, ainda que os supermercados carregam o topo dos prejuízos.

NENHUM ROUBO REGISTRADO NO MÊS PASSADO.

Dr. Lourenço Talamonte, delegado seccional de polícia, considera de grande importância a reunião com a participação das Forças de Segurança de Botucatu para proporcionar mais preservação para o comércio. Segundo ele, “Botucatu é uma cidade bem tranquila, segura, tanto que no mês passado não tivemos nenhum caso de roubo, nenhum, zero”.  “Pequenos furtos que ocorreram, mas nenhum em farmácias ou drogarias, nós verificamos esta estatística e não tivemos nenhum caso. Mas estamos sempre atentos que não ocorra”

O Delegado ainda relata que realiza um trabalho preventivo na busca constante de mapear e monitor as possíveis criminalidades para se colocar o policiamento no local, com operação integrada da Polícia Civil, Guarda Municipal Polícia Militar “ Tem surtido efeito com essa ação proativa, não esperando acontecer, mas antecipando e incentivando os comerciantes para que nos procure e registre todos os fatos”. Dr. Lourenço chama a atenção da importância de se realizar o B.O. – Boletim de Ocorrência “a partir destes registros ter uma estatística real do que ocorre na cidade para que a gente possa desenvolver um trabalho e proporcionar segurança para a nossa população, principalmente para os comerciantes e também para os clientes que usam deste comércio” .

Acredita que o conjunto de muitas ações, com a divulgação das imagens das câmeras de segurança dos estabelecimentos, dos eventuais crimes ou pessoas suspeitas, e através dos vários meios de comunicação, seja por whatsapp, ou mesmo na idealização do projeto da Muralha Virtual, com câmeras em todos acessos da cidade, a cidade volta a ser tranquila.

 

DROGARIA SENTE O PERIGO DOS FURTOS

Gleice Camargo, representando a Drogaria São Paulo, é gerente farmacêutica da loja do centro de Botucatu, conta que apesar de nunca terem sofrido assalto a mão armada, “a gente sabe que a violência na cidade vem aumentando, e também furtos têm bastante, e este ano tivemos 2 furtos de mercadorias de valores muito alto”.  A Gerente acredita que estes furtos são realizados por quadrilhas especializadas que muitas vezes podem ser até de fora da cidade.

Uma das queixas dos comerciantes, enquanto estão atendendo o cliente, é perceber que está acompanhado de outra pessoa para furtar dermocosméticos, cosméticos e até mesmo medicamentos “estamos trabalhando atendendo, quando vê já levaram muitos produtos” lamenta Gleice.

A gerente acredita que as dicas são importantes, mas o que deseja é ter mais contato com a Guarda Municipal e todo policiamento para mais facilmente solicitar a ajuda em momentos suspeitos. “Por mais que é uma rede, a gente é responsável pelo patrimônio da loja”, ainda que nos momentos que precisou da presença da polícia, foi atendida prontamente “Teve uma vez que eles conseguiram pegar a quadrilha, porque a quadrilha passou em outras redes e todo mundo começou a acionar a guarda. Eles conseguiram e a gente recuperou a mercadoria. Eles são bons. Quando a gente pede, eles atuam sim.”

 

O QUE MAIS CHAMA A ATENÇÃO DOS BANDIDOS

É fato que as farmácias são reconhecidas pela credibilidade dos produtos que vendem. Inclui neste contexto, a garantia da origem dos perfumes importados e dos dermocosméticos, mercadorias muito visadas pelos bandidos. “Produtos Importados, Produtos de Beleza, Vitaminas, eles são especializados mais nesta parte” informa a gerente da loja da Drogaria São Paulo, que conta dos treinamentos que a equipe recebe para agir nestes casos “a mensagem da empresa é nunca arriscar a própria vida, mas se tivermos dicas de posicionamento e algumas coisas que nos possa nos ajudar, seria muito bom”.

 

CONCEITOS DAS REUNIÕES

O Secretário de Segurança de Botucatu, Dr. Marcelo Emílio de Oliveira, pensando em aperfeiçoar o serviço e contribuir com as Forças de Segurança, apresenta a pauta das reuniões:

  • Reuniões com representantes do comércio;

    Secretário de Segurança Dr. Marcelo Emílio de Oliveira

  • Ouvir os relatos;
  • Segurança Pública funciona muito com informações para resposta rápida,
  • As pessoas contribuam com a segurança. Segurança Publica é o dever do estado. Mas também é o direito e obrigação de todos. Por isso a necessidade da participação do comércio;
  • Quais os principais problemas para servir de informações para que a guarda e polícia façam o policiamento preventivo;

E a polícia civil, se acontecido o crime, poder dar resposta rápida, com solução e apuração do crime de forma imediata.

 

DICAS DE SEGURANÇA.

Por Dr. Celso Olindo, Tenente Alves e o Comandante da Guarda Municipal Leandro Destro.

  • Câmeras de alta resolução, full HD, interna e externa;
  • Foco da Câmera, pelo menos 1 delas, estar a entrada da farmácia para se focalizar o rosto da pessoa, e detectar detalhes do rosto, como cor dos olhos, pele. Estas imagens são fornecidas para todo o estado para informação e facilidade de reconhecimento e apuração do furto.
  • Possibilidade de som nas câmeras para se descobrir o que eles falam;
  • Atenção ao comércio no fim de ano, que está fortalecendo mercadoria, e chama a atenção de bandidos;
  • Exposição: Não deixar material de valor a disposição das pessoas. Tentar guardar em prateleiras atrás do balcão. Comparando ao supermercado, exemplo dos whiskys caros são apresentados apenas as caixas e as garrafas estão guardadas com chaves;
  • Digitais: Não mexer nos produtos que foram tocados pelo suspeito para que se possa detectar as impressões digitais.
  • Acionar de imediato a Polícia Militar. Quanto menor o tempo de acionamento da Polícia Militar, maior será a probabilidade de ser preso em flagrante.
  • Instalação do equipamento de “Pânico” – botão instalado discreto no caixa e qualquer atitude suspeita, acionar o botão.
  • Fazer várias vezes sangria do caixa;
  • Boletim de Ocorrência: a dinâmica é, enquanto um funcionário está inserindo no sistema o BO, tem outro profissional já repassando para as viaturas, para que possa ter o maior número de informações possíveis.

 

CONVERSAR SOBRE SEGURANÇA COM OS FUNCIONÁRIOS É MUITO IMPORTANTE

Tenente Alves no comando da 1a. Cia. De Polícia Militar dá ainda as dicas:

  • Ficar atento à pessoa que apenas está dentro da loja olhando, pegando produtos e analisando, não comprando nada.
  • Atenção às pessoas acompanhadas de grávidas ou idosos, que utilizam estes dois casos para desviar a atenção do atendimento;
  • Atenção também quando estão 2 pessoas juntas, enquanto uma conversa com o atendente e a outra está passeando pela loja. Esta pessoa certamente estará colocando objetos dentro das vestes;
  • Atitudes Suspeitas, não hesitar, ligar 190 ou 199. Quanto mais rápido a informação, mais rápido a chance de pegar o indivíduo.
  • Fazer o Boletim de Ocorrência é muito importante. O BO é que direciona o planejamento do policiamento na cidade e expõe também as características do suspeito.
  • Vizinhança Solidária: utilizar o projeto do contato com as lojas vizinhas com compartilhamento de informações. Criar, inclusive, um grupo de whatsapp com os vizinhos do comércio.
  • Informar e compartilhar imagens de todas as suspeitas que entrar em sua loja.
  • O caixa não pode estar na porta do estabelecimento. As vezes a farmácia roda normal e ninguém está percebendo o que se passa no caixa.
  • Prateleiras não serem muito altas para não esconder o tamanho das pessoas e todos os colaboradores poderem visualizar o acesso do cliente.
  • Não encher a loja com muitas prateleiras e gôndolas.
  • O monitoramento das câmeras devem estar gravando e não apenas filmar o que se passa na loja;
  • Colocar a câmera atrás do caixa com as imagens, principalmente do rosto da pessoa. Isso ajuda a inibir a ação do suspeito.
  • Ficar atento a pessoa que entra, olha, sai e volta a entrar.
  • A questão de manter quantia elevada no caixa. Sempre fazer sangria periódica e evitar conversas entre funcionários sobre valores, horários e locais de acesso.
  • Jamais reagir, evitar movimentos bruscos;
  • Manter a Calma e sempre com as mãos a mostras, mostrando-se inofensivo;
  • Qualquer suspeita, acionar a polícia;

 

A TENDÊNCIA É MELHORAR AINDA MAIS AO UNIR O COMÉRCIO E A FORÇA DE SEGURANÇA sem melindres de quem agiu. Trabalhamos mesmo em conjunto – “Dr. Celso Olindo”.

 

AS PESSOAS PUBLICAM EM REDES SOCIAIS MAS NÃO CHAMAM A POLÍCIA.

O sub-comandante da Guarda Civil Municipal de Botucatu chama atenção para a propagação das redes sociais. “O que a gente tem visto bastante é as pessoas reclamam em facebook, reclamam em rádios, mas não chega a informação para a gente. Não chega para a Polícia Militar, não chega para a Polícia Civil, não chega para a Guarda Municipal… ai fica difícil para a gente atuar”.   Pichinini ressalta que a polícia patrulha a cidade inteira, mas estará mais presente onde tiver maior incidência, com uma atenção ainda mais especial. Enfatiza a importância do registro do Boletim de Ocorrência “cabe também aos senhores e senhoras registrarem o boletim de ocorrência e ligar no 199 ou 190 para que a gente possa direcionar o patrulhamento”.

Finalizou a sua fala com exemplos de situações que ocorreram na cidade, em que a polícia militar conseguiu prender um pessoal que estava furtando cosméticos de drogarias por ter trocado informações com Bauru, Sorocaba e região. Outro, é da quadrilha que utilizava documentos falsificados para ter acesso a medicamentos para revender.

Sub-comandante da Guarda Civil Municipal Pichinini

FUNCIONÁRIO PERSPICAZ

“Ainda bem que teve um funcionário desta farmácia que percebeu algo estranho e ligou para a gente e passou as características, o carro que ele estava, e conseguimos abordar, localizar os medicamentos”, evidenciando a notável atitude do funcionário que utilizou da sua astúcia e teve a ação imediata de mobilizar a polícia.

 

NÃO TER RECEIO DE CHAMAR A POLÍCIA

Pichinini respondeu a um posicionamento de um dos presentes na reunião quando se mostrou receosa de ligar para a polícia quando a suspeita não for verdadeira e ocasionar desconforto. “Nós trabalhamos 24 horas. É importante não ter nada, do que de repente chegar, como acontece em alguns lugares, por falta de comunicação, a gente não toma conhecimento e só saber depois que aconteceu o furto… ai fica difícil!”, qualificando a ação preventiva das forças de segurança.

 

BOLETIM DE OCORRENCIA ONLINE

A Polícia Civil do Estado de São Paulo disponibiliza a página da Delegacia Eletrônica, onde a pessoa pode registrar o seu BO de forma rápida e segura, e ainda acompanhar o andamento da ocorrência.

Acesse através da https://www.delegaciaeletronica.policiacivil.sp.gov.br/ssp-de-cidadao/home

 

Ocorrências que PODEM ser Registradas Online

 

  • Roubo ou Furto de Veículos;
  • Furto de Documentos/Celular/Placa de Veículo/Bicicleta;
  • Perda de Documentos/Celular/Placa de Veículo;
  • Roubo de Documentos, Celulares e/ou Objetos;
  • Injúria, Calúnia ou Difamação;
  • Acidente de Trânsito Sem Vítimas;
  • Desaparecimento de Pessoas;
  • Encontro de Pessoas;
  • Furto de Fios/Cabos em vias públicas (somente para empresas concessionárias);
  • DEPA – Proteção Animal.

 

 

Você NÃO PODE registrar a Ocorrência Online se…

  • Houve agressão física;
  • Seu veículo foi danificado durante o crime;
  • O crime aconteceu dentro da residência;
  • Você é proprietário, funcionário ou representante legal do local onde aconteceu o crime;
  • O veículo não está registrado em seu nome (verifique o documento oficial);
  • Havia carga no veículo.

NOTA: Nesses casos, você deve procurar uma delegacia e registrar a ocorrência pessoalmente.

 

As investigações sobre crimes registrados em boletins eletrônicos são realizadas pelas delegacias de polícia das áreas ou municípios onde ocorreram os fatos

A Polícia Civil adverte que falsidade ideológica e falsa comunicação de crime também configuram crimes, conforme previsão no artigo 299 e 340, respectivamente, do Código Penal Brasileiro. O usuário poderá receber a visita de policiais civis, devidamente identificados, para entrevista pessoal sobre o delito notificado


Por Angélica Saldeira

Fonte: Comunicação Sincofarma/SP


Compartilhe


Comentários