Farmácia de manipulação cresce com medicação para Covid



A pandemia da Covid-19 levou o setor de farmácias de manipulação a registrar alta na produção de medicação personalizada para pacientes infectados pelo novo coronavírus, principalmente da rede pública, segundo reportagem do Correio do Povo.

 

Dados da Associação Nacional dos Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag) calculou um aumento de 8% na comercialização geral de medicamentos manipulados, tanto para hospitais quanto para o público direto, no primeiro semestre de 2021 na comparação com todo o ano passado – o primeiro da pandemia.

Segundo Dimas Souza, presidente da Anfarmag do Rio Grande do Sul, muitas farmácias têm atendido a rede pública. Os pacientes que estão acamados ou entubados não conseguem ingerir uma cápsula. As farmácias, então, preparam fórmulas que são em solução para fazer via parenteral.

O setor conta atualmente com 8 mil unidades em todo o país, com maior presença nos estados do Sul e Sudeste. As farmácias de manipulação gaúchas representam quase 7% do faturamento de todo o setor no país, atrás apenas do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

Entre maio e julho de 2020, os números da recente pesquisa feita pela associação indicaram uma elevação da venda geral de produtos manipulados, com índices que variam entre 20% e mais de 50% do volume de comercialização.

 

Fonte: Panorama Farmacêutico

Publicado em 24 de setembro de 2021


Compartilhe


Comentários