Farmácias da cidade de SP estão sem testes de Covid-19



Sincofarma concede entrevista para a Globo, através do consultor jurídico Dr. Rafael Espinhel, que acrescentou na matéria a falta do Tamiflu nas farmácias.

Procura por testes rápidos mais do que dobrou nas festas de fim de ano. De acordo com a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias, a busca por diagnósticos aumentou 76% uma semana antes do Natal.

 

As farmácias da cidade de São Paulo estão sem testes de Covid-19. A equipe do SP2 foi a farmácias na Zona Sul da capital para verificar se existem horários para fazer o exame de Covid-19. Em nenhuma das unidades havia vaga disponível.

Em duas delas, a disponibilidade é para daqui somente a 4 dias. Uma unidade alegou estar sem os materiais para a realização dos exames, segundo os funcionários, o movimento aumentou demais desde o Natal.

“Acabaram os testes de toda a rede”, afirmou uma funcionária.

As farmácias da cidade de São Paulo estão sem testes de Covid-19. A equipe do SP2 foi a farmácias na Zona Sul da capital para verificar se existem horários para fazer o exame de Covid-19. Em nenhuma das unidades havia vaga disponível.

Em duas delas, a disponibilidade é para daqui somente a 4 dias. Uma unidade alegou estar sem os materiais para a realização dos exames, segundo os funcionários, o movimento aumentou demais desde o Natal.

Pela internet, três grandes redes de farmácias não tinham nenhum horário para esta segunda (3). Em uma das redes, havia vaga só para amanhã. Em outra para quinta-feira (6).

A dificuldade para fazer testes de Covid-19 é consequência da alta procura por exames nos feriados de Natal e Ano Novo.

De acordo com a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), a busca por diagnósticos nas últimas semanas superou a média do início de dezembro, como o g1 mostrou. Com o aumento de testagem, subiu também a taxa de resultados positivos em todo o país.

Em 1º de dezembro, dentre os mais de 9 mil testes feitos, 524 deram positivo. No último dia 29, foram quase 26 mil exames com 5.334 positivos.

“As empresas não tinham a quantidade de kits disponíveis nas farmácias para realizar mais testes, ou seja, para esse aumento de mais de 50% de demanda. Não está faltando testes, na verdade, estamos com um excesso de procura, e, nessa altura os lotes obviamente vão se esvaindo”, afirma Sérgio Mena Barreto, CEO da Abrafarma.

SINCOFARMA/SP

O Sindicato das Farmácias de São Paulo (Sincofarma) disse que o único produto que está em falta nas farmácias da capital é o remédio Tamiflu, usado no tratamento da Influenza. A empresa responsável pela importação dos testes informou que houve um aumento na demanda da produção, mas não existe uma falta generalizada.

Procura por testes rápidos de Covid mais que dobrou no final de ano
Clique e veja a matéria onde o Sincofarma teve participação.

SINCOFARMA REALIZA PESQUISA E CONFIRMA A FALTA DO MEDICAMENTO
Dr. Rafael Espinhel, realizou um pesquisa com farmácias que são associadas ao Sincofarma/SP sobre a questão. O consultor jurídico teve um resultado com um índice de mais de 60% de relatos de falta do medicamento em São Paulo.
“Teve um aumento na procura no final de dezembro e início do ano em razão da influenza. De acordo com a indústria e distribuidores teremos uma normalização a partir da segunda quinzena do mês”.
E ainda com a falta do medicamento, Rafael esclarece que  “o fato de ter o aumento na procura não impõe no aumento do preço do medicamento visto que este é regulado pela CMED”

Para maiores esclarecimentos, o Sincofarma está a disposição.

Fonte: G1

Publicado em 4 de janeiro de 2022


Compartilhe


Comentários