Farmácias de manipulação sobrevivem à pandemia e evoluem nas dificuldades



As associadas do Sincofarma, Herbes e Farmácia Rosélis, contam um pouco de sua história e de como lidaram com o momento difícil atual.

 

A pandemia global de Covid-19, em 2020, foi uma grande batalha para empresas de diversos ramos. Para o setor magistral, de farmácias, não foi diferente. Sendo um serviço essencial, as farmácias e drogarias não poderiam se abster da presença aos clientes e pacientes que buscam saúde em seu cotidiano.

Com a retomada aos poucos da economia, agora as empresas buscam o restabelecimento no mercado e tentam projetar evolução dentro da nova vivência em que estão passando e com o que aprenderam em um momento tão difícil.

A Herbes existe há 15 anos, desde que Grasiela Corsini e sua sócia, Fernanda Sá, se uniram após se conhecerem na faculdade. Atualmente, elas são donas de duas unidades. “Em 2015 houve uma dissolução de sócios onde colocaram à venda a unidade de Santa Cecilia, nós compramos essa unidade. Em 2016 reformamos o espaço, ampliando as atividades para manipular também medicamentos alopáticos e de uso externo. Após 5 anos, compramos a unidade de Alphaville”, ela conta um pouco.

Já a Farmácia Rosélis tem uma estrada mais longa traçada, há 57 anos, fundada pelos pais de Roseliz Lopes, Filadelfio Lopes e Maria Aparecida Ferreira Lopes, atualmente localizada no Alto da Mooca.

Inicialmente, sendo apenas uma drogaria, vendendo apenas produtos industrializados, foi com Roseliz que foi introduzida a manipulação para a farmácia. “Em 81, eu entrei no curso de farmácia, na Faculdade Oswaldo Cruz. Antes de me formar, a gente já começou a fazer algumas coisas dentro do setor magistral. Depois de formada, de 85 para a frente, começamos a montar toda a área de laboratório, desenvolvimento e pesquisa para manter a drogaria e manipulação, que é o nosso forte atualmente”, a dona nos conta apaixonada por farmácia.

Hoje, a Farmácia Rosélis atende com foco em diferentes clientes. “Nos localizamos na frente de um hospital e este hospital é caracterizado por atender a 3ª idade. Então, nossa base é bastante forte em relação a medicação, tratamento, auxílio e algumas orientações farmacêuticas em relação a 3a idade. Temos também um apoio parceiro com cirurgias bariátricas, no qual temos alguns produtos próprios e característicos para a área de nutrição pros pacientes da bariátrica. Além disso, fornecemos suplementos pro MMA e pro boxe do Corinthians. Então, temos uma área bastante ampla de trabalho e orientação a esses profissionais e clientes, entre a terceira idade, cirurgias barátricas e alguna atletas específicos do Corinthians”, explica a gestora atual.

Efeitos da pandemia deste ano

Ambas farmácias magistrais passaram por processos para enfrentamento do novo coronavírus, Covid-19. E tanto para evitar o contágio entre colaboradores, pacientes e clientes, quanto para a sobrevivência econômica da empresa, as empresas lutaram muito nesta pandemia.

A Herbes investiu na comunicação, como frente forte ao isolamento do comércio. “No início foi complicado, pois, como todo o comércio, não sabíamos como agir e não poderia fechar, adaptamos os horários de atendimento e isolamos os colaboradores dos grupos de risco. A partir daí aumentamos as publicações nas redes sociais e o contato com os prescritores, não paramos nenhum dia”, assim fala a dona Grasiela, com muita propriedade, visto ser ela mesmo realizar ainda hoje muitas lives através do Instagram.

Comunicação com o público também foi uma medida da Farmácia Rosélis. “O movimento da farmácia teve uma queda e depois com a vinda de alguns produtos indicados para a Covid, mantivemos uma certa estabilidade dentro do movimento. Além disso, existiam muitas dúvidas e muita procura de farmacêuticos e de farmácias, para orientação do que era Covid e o que tínhamos de estudo e experiência. A farmácia passou a ser realmente um ponto de disseminação e entendimento de qual era o processo que estávamos passando dentro dessa pandemia, para que pudéssemos de alguma forma deixar a população com alguns pontos de certeza e esperança e de procedimentos”, Roseliz se refere como investiu suas forças. “Não só eu, como as demais farmacêuticas, entrei em contato com o maior número de informações que podíamos sobre o que era essa pandemia, como iria desenrolar todo esse procedimentos, se existia alguma coisa mais ativa que pudéssemos fazer. As pessoas ligavam com dúvidas e orientávamos. Junto à isso, a farmácia também chegou a ligar para alguns clientes, de 3a idade ou que têm alguma dependência, para orientarmos de uma forma melhor”, ela completa.

 

Momento atual e projeções futuras

As duas farmacêuticas e gestoras das farmácias de manipulação se adaptaram ao novo modelo de atendimento, agora não mais momentâneo e, sim, essencial e fixo, como o uso de máscara e higienização.

Grasiela Corsini diz que somou o novo com o que a farmácia já trabalhava antes da pandemia. “Hoje estamos mais adaptados, assim como toda a população em geral. Mantemos os cuidados, como o uso de máscara, lavagem das mãos e utilização de álcool em gel. Mas o atendimento continua da mesma forma. Estamos nos re-inventando dentro da nossa empresa e continuamos com o trabalho que já fazíamos antes de março”, ela assume no papel de responsável pelo enfrentamento.

Roseliz Lopes coloca que estes posicionamentos readquiriram a sua importância. “Alguns pontos que, de certa forma, foram esquecidos, tivemos que retomar e ter a consciência ainda maior da atividade do farmacêutico junto à população, como orientação, cuidados a serem tomados, uso de máscara, lavar as mãos e álcool”, a farmacêutica assegura.

Ao finalizar os relatos, as duas farmacêuticas magistrais e donas dos estabelecimentos, acreditam na evolução com o aprendizado. “Para 2021, vamos intensificar as visitas médicas e aumentar a proximidade com prescritores e cliente final. E quanto as medidas de cuidado vamos manter, pois acho que algumas mudanças de hábito vieram para ficar”, finaliza Grasiela Corsini. “Pessoalmente, como dona da empresa, gestora e farmacêutica, eu tive tempo de tomar consciência de vários pontos que às vezes não colocamos com tanta importância. Acredito que eu tenha saído muito mais fortalecida mediante a uma situação tão crítica quanto foi essa pandemia. Aprendi muita coisa, desde contato humano até gerir a empresa a distância, que eu nunca tinha imaginado fazer e abrir portas de vários contatos”, conclui Roseliz Lopes inteiramente segura de todo o atual momento.

 

Conheça nossas associadas:

Herbes:

Unidade Santa Cecília:

End.: Largo Santa Cecília, 150 – Santa Cecilia

Tel.: (11) 3222-7344

Whatsapp: (11) 96175-2222

Unidade Alphaville:

End.: Calçada das Papoulas, 58 – Alphaville

Tel.: (11) 4195-0061

Site: http://www.herbesnaturelles.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/HerbesNaturelles

Instagram: https://www.instagram.com/herbes_farmacia/

 

Farmácia Rosélis:

Tel.: (11) 2965-7300

Whatsapp: (11) 98380-2682

End.: Rua Terenas, 138 – Alto da Mooca

Site: https://roselis.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/farmaciaroselis /

Instagram: https://www.instagram.com/farmaciaroselis/

 

Fonte: Comunicação Sincofarma


Compartilhe


Comentários