Serviços
Benefícios
Agenda de Cursos
Balcão de Talentos
Meu Cadastro

Hemofilia B tem novo tratamento



O Idelvion substitui de forma eficaz o fator IX de coagulação ausente, além de controlar e prevenir sangramento em ambientes cirúrgicos.

 

A Anvisa aprovou um novo produto biológico para o tratamento e a profilaxia de sangramento de pacientes com hemofilia B, que é uma deficiência congênita do fator IX. O medicamento também controla e previne sangramento em ambientes cirúrgicos. A publicação está no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (8/10).

O Idelvion (alfa-albutrepenonacogue) é uma proteína purificada produzida por tecnologia de DNA recombinante, gerada pela fusão genética de albumina recombinante com o fator IX de coagulação recombinante. O medicamento biológico substitui de forma eficaz o fator ausente, que é necessário para a hemostasia, e fornece intervalos de administração mais longos. O registro foi concedido com base na RDC n. 55/2010.

Hemofilia
A hemofilia é uma doença hemorrágica hereditária ligada ao cromossomo X, caracterizada pela deficiência ou anormalidade da atividade coagulante do fator VIII (hemofilia A) ou do fator IX (hemofilia B). A prevalência estimada da hemofilia é de aproximadamente um caso em cada 5 mil a 10 mil nascimentos do sexo masculino para a hemofilia A, e de um caso em cada 30 mil a 40 mil nascimentos do sexo masculino para a hemofilia B.

A hemofilia A é mais comum que a hemofilia B e representa cerca de 80% dos casos. O diagnóstico da hemofilia A é feito por meio da dosagem da atividade coagulante do fator VIII (hemofilia A) ou do fator IX (hemofilia B). Os dados são do Manual da Hemofilia de 2015, publicado pelo Ministério da Saúde.

Fonte: Anvisa


Compartilhe


Comentários