Serviços
Benefícios
Agenda de Cursos
Balcão de Talentos
Meu Cadastro
Convenções

Ministro da Saúde garante envio de vacinas contra sarampo a estados: ‘pronto para abastecer todas as unidades do Brasil’



São Paulo já solicitou reforço e receberá três milhões de doses do governo federal. Titular da pasta descartou possibilidade de campanha nacional.

 

Em visita a Porto Alegre nesta sexta-feira (7), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, garantiu a distribuição de doses de vacina contra o sarampo para os estados que fizerem a solicitação à pasta. A possibilidade de uma campanha nacional, no entanto, foi descartada.

“A partir do momento em que [os estados] vão solicitando as vacinas, o Programa Nacional de Imunizações está pronto para abastecer todas as unidades do Brasil, mas como campanha, não”, esclarece o ministro.

Autoridades do Ministério da Saúde haviam sinalizado a chance de uma campanha contra a doença ser realizada ainda neste mês de junho em todo o país.

Mandetta também assegurou o envio de 3 milhões de doses de vacina contra o sarampo para São Paulo. A campanha estadual começa na próxima segunda-feira (10).

“São Paulo, a cidade, que solicitou doses para reforço, em função de que observou casos durante o carnaval, aqueles navios que pararam, que a gente teve que entrar para vacinar 6 mil, 7 mil casos de sarampo dentro daqueles navios. São Paulo registrou casos autóctones”, justifica o ministro.

O titular da pasta também fez um apelo para que os pais e as autoridades municipais e estaduais façam “o dever de casa e vacinem”.

“Nova Iorque decretou emergência sanitária por conta de sarampo. É uma doença de transmissão muito rápida. Venezuela não está fazendo vacinação. Entramos pelo estado de Roraima, teve epidemia em Roraima. Depois, teve Manaus, quase 20 mil casos. Depois, foi para Belém, conseguimos segurar com vacinação”, exemplifica o ministro.

Um balanço extra-oficial elaborado a partir de dados de secretarias estaduais aponta que o Brasil teve 107 casos da doença confirmados em 2019.

Após evento na Santa Casa de Porto Alegre, o ministro também anunciou o aporte de R$ 2,8 milhões para a compra de um angiógrafo, aparelho de neuroradiologia, para a casa de saúde.

 

Fonte: Terra


Compartilhe


Comentários