Serviços
Benefícios
Agenda de Cursos
Balcão de Talentos
Meu Cadastro
Convenções

Municípios do interior de SP têm 19 mortes confirmadas por dengue



Casos da doença se concentram nas regiões norte e noroeste do Estado.

 

O Estado de São Paulo já tem ao menos 19 mortes confirmadas por dengue este ano, segundo os números informados pelas prefeituras. O número de óbitos causados pelo vírus quase quadruplicou em um mês. Em 15 de fevereiro, quando foi divulgado o último boletim pelo Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado (CEV), eram cinco mortes confirmadas: 2 em São Joaquim da Barra, 2 em São José do Rio Preto e 1 em Araraquara.

Na segunda-feira, 11, os novos números indicavam 10 mortes confirmadas em Bauru, 4 em Rio Preto, 3 em Araraquara e as mesmas 2 em São Joaquim da Barra. O número pode ser maior porque muitas prefeituras ainda não atualizaram os dados. Já a CEV, órgão da Secretaria Estadual da Saúde, deve publicar um novo boletim esta semana.

Em Bauru, conforme a secretaria municipal de saúde, além das dez mortes confirmadas por dengue, outros três óbitos ainda são objeto de exames no Instituto Adolfo Lutz. A cidade, que está em estado de emergência desde janeiro, lidera o ranking de casos da doença no Estado, com 4.875 pacientes infectados.

Em Araraquara, mais 528 casos positivos de dengue foram registrados, totalizando 2.790 este ano. O número de mortes subiu de uma para três. Equipes de combate ao Aedes aegypti, o mosquito transmissor, passaram a aplicar inseticida diretamente nas ruas. No último sábado, um mutirão retirou 14 toneladas de criadouros das casas.

A Secretaria de Saúde de São José do Rio Preto atualizou para 2.834 o número de casos confirmados de dengue na cidade. Há ainda 2.763 casos em investigação, já que as pessoas apresentaram sintomas da doença. Com a confirmação de mais duas mortes por dengue, já são quatro óbitos este ano.

Em Neves Paulista, a prefeitura registrou a primeira morte suspeita por dengue. Um morador de 83 anos apresentou os sintomas da doença e, após ser internado no hospital da cidade, foi transferido para um hospital particular de São José do Rio Preto, mas não se recuperou. A cidade de 8,9 mil habitantes tem 84 casos confirmados, o que caracteriza epidemia.

Os casos de dengue este ano, inclusive os que resultaram em óbito, estão mais concentrados nas regiões norte e noroeste do Estado, onde foi constatada a circulação do sorotipo 2 do vírus. Quando uma pessoa que já teve dengue sofre uma reinfecção por esse vírus, os sintomas tendem a ser mais graves. Na região de Sorocaba, com menor incidência de dengue, o aumento nos casos preocupa. Nos primeiros meses de 2019, os 59 registrados em Sorocaba já superam os 46 confirmados em todo o ano passado.

 

Fonte: Terra


Compartilhe


Comentários