Pesquisa revela que 60% dos consumidores devem comprar na Black Friday



Está chegando uma das datas mais esperadas pelo varejo nacional. E uma pesquisa indica que 60% dos consumidores pretendem efetivar alguma compra na Black Friday, enquanto 24% ainda não sabem e 16% não farão nenhuma aquisição.

O estudo foi elaborado pela Social Miner, especializada em comportamento de consumo, em parceria com a empresa de pesquisa de mercado Opinion Box. A pesquisa ouviu 1.018 brasileiros entre os dias 13 e 18 de outubro de 2021.

A jornada pré-Black Friday

A maioria dos consumidores monitora preços com antecedência para verificar se as ofertas são reais. Do total de entrevistados, 43% pesquisam preços até um mês antes, 34% têm o hábito de criar uma lista de desejos, 48% dos clientes dizem que às vezes tiram print dos posts ou salvam na própria plataforma os itens desejados, enquanto 37% afirmaram que sempre o fazem. Em relação a comparadores de preço, 44% dos entrevistados afirmam que sempre utilizam esse tipo de site para mapear as promoções.

Como chegar ao cliente?

A pesquisa mostrou como os anúncios surtem efeito nos consumidores, quando 48% dos entrevistados interagem com esse tipo de campanha nas redes sociais e 26% pelo WhatsApp. Além das redes, 47% dos consumidores acessam informações via e-mail marketing.

CANAIS QUE MAIS INFLUENCIAM O CONSUMIDOR

Anúncios nas redes sociais – 48%
Anúncios no Google – 30%
Banners nos sites – 18%
Pop ups nos sites – 9%
Notificações dos aplicativos – 40%
Notificações dos sites – 37%
SMS – 12%
E-mail – 47%
WhatsApp – 26%
Outros – 1%

Motivos para aderir ou abandonar

O maior estímulo para se cadastrar nos programas promocionais do PDV passa necessariamente pela oferta de algum benefício, como cashback ou frete grátis, na visão de 52% dos entrevistados. E 18% optam por aderir se tiver a possibilidade de escolher o tipo de conteúdo que irão receber.

A grande maioria (52%) decide sair da lista por considerar exagerada a quantidade de e-mails recebidos. “Isso sinaliza que muitas marcas estão oferecendo produtos e serviços da mesma forma, sem buscar uma diferenciação. Inclusive, 45% ressaltam o conteúdo desinteressante como uma das razões para se afastar de uma marca”, argumenta Ricardo Rodrigues, cofundador da Social Miner.

Razões para sair do cadastro de um programa promocional

Conteúdo desinteressante – 45%
Quantidade de e-mails – 52%
Ofertas ruins – 40%
Promoção de produto diferente do que desejo – 23%
Comunicação cai na caixa de spam – 21%
Não autorizei o recebimento/ não lembro de ter cadastrado – 28%
Nunca me descadastrei de e-mails e outros canais – 7%

Onde vão pesquisar?

A página da própria marca e buscadores online como Google e Yahoo serão os mais escolhidos pelos consumidores nesse período. Já as lojas físicas têm retomado seu ritmo e aparecem como preferência do público em 26%.

Pelo site – 50%
Pelo App – 29%
Pelo Facebook – 15%
Pelo Instagram – 21%
Pelo WhatsApp – 11%
Pelo Tik Tok – 4%
Em lojas físicas – 26%
Por sites de pesquisa (Google, Yahoo, entre outros) – 50%
Comparadores de preço – 32%
Sites de cupons – 21%
Pesquisar tanto online quando em lojas físicas – 41%
Outros – 1%

Como conquistar a venda?

A oferta de melhores preços é o fator que faria o consumidor eleger uma loja entre todas as outras (57%). Além disso, o frete baixo ou inexistente continua aparecendo como ponto decisivo para 47% das pessoas. Lojas e marcas que transmitam confiança ou que já sejam conhecidas pelos clientes também são parte da preferência (33%).

Ofertas no mercado farmacêutico

Players do mercado farmacêutico decidiram pegar carona na Black Friday. As Farmácias Pague Menos promoverão uma ação alusiva ao seu aniversário de 40 anos. Os descontos podem chegar a 65% e os prêmios superam R$ 1 milhão.

A cada R$ 90 em compras efetuadas em um mesmo comprovante fiscal, o consumidor tem quatro chances de ser premiado, sendo uma oportunidade para cada formato de premiação: instantâneo, semanal, mensal e especial. E caso as compras sejam realizadas em e-commerce ou sejam relativas a produtos das marcas próprias – Dauf, Amorável e Moringa –, dobram as chances de ganhar. As promoções se estenderão até o dia 30.

O setor também investe na data para aprimorar a rede de relacionamentos com farmácias. É o caso da distribuidora Dislab, que desde o dia 16 de novembro mantém descontos de até 93% para o varejo, além de instituir prazos diferenciados de entrega. A empresa também formatou um modelo de cashback.

Fonte: Panorama Farmacêutico

Publicado em 23 de novembro de 2021


Compartilhe


Comentários