Pfizer dominará o mercado de pílulas contra a covid em 2022



Pfizer deve dominar um mercado de US$ 20 bilhões de medicamentos para o tratamento da  Covid-19 em 2022, conforme as nações mais ricas se apressam para comprar suprimentos, segundo análise da Airfinity.

De acordo com a empresa de inteligência de dados, s países menos ricos terão que esperar até o início de 2023 para que as empresas de medicamentos genéricos produzam grandes quantidades. As informações são da Bloomberg.

A farmacêutica, que já obtém enormes lucros com sua vacina anticovid, deve colher cerca de US$ 17 bilhões com as vendas de sua terapia experimental, Paxlovid, em 2022. Já o Molnupiravir, da MSD, terá cerca de US$ 2,5 bilhões em receitas no próximo ano.

Pfizer dominará o mercado de pílulas contra a covid em 2022

Os comprimidos da Pfizer e da MSD devem substituir os coquetéis de anticorpos mais caros da Regeneron Pharmaceuticals e da Eli Lilly para o tratamento precoce de pacientes de alto risco. Os anticorpos têm como alvo características específicas na proteína spike do coronavírus, que podem mudar à medida que os mutantes evoluem. A Regeneron disse no dia 16/12 que sua droga perde potência contra a variante ômicron.

A pílula da Pfizer provavelmente se tornará um tratamento padrão para pacientes com covid com risco de desenvolver doenças graves. A vacina da farmacêutica norte-americana, desenvolvida com a parceira BioNTech, é o produto farmacêutico mais vendido de todos os tempos em um determinado ano e deve gerar mais de US$ 36 bilhões em vendas em 2021 e pelo menos outros US$ 29 bilhões em 2022.

Estima-se que os EUA sejam o maior comprador das duas pílulas, respondendo por mais da metade da receita em 2022, enquanto os países europeus e o Reino Unido provavelmente gastarão quase US$ 5 bilhões, segundo a Airfinity. As vendas geradas em mais de 50 outras nações estão estimadas em US$ 3,7 bilhões, o que exclui mais de 100 países cobertos pelos acordos de pool de patentes.

Fonte: Panorama Farmaceutico

Publicado em 27 de dezembro de 2021


Compartilhe


Comentários