Serviços
Benefícios
Agenda de Cursos
Balcão de Talentos
Meu Cadastro
Contribuições

Prefeitura de SP vai multar empresas que não fizerem cadastro de lixo



Inscrição online deve ser feita até esta segunda-feira (9) por empresas grandes e pequenas. Multa é de R$ 1.639,60.

 

Termina nesta segunda-feira (9) o prazo para que todas as empresas situadas na capital se cadastrem no sistema de controle de lixo da Prefeitura de São Paulo. A multa prevista para quem não fizer a inscrição gratuita pelo site www.ctre.com.br é de R$ 1.639,60.

O objetivo da gestão municipal é fiscalizar para onde vai todo o resíduo dos estabelecimentos comerciais, principalmente daqueles chamados grandes geradores (que produzem mais de 200 litros de lixo por dia).

No entanto, as pequenas e microempresas também estão sujeitas ao pagamento de multa. Segundo o decreto, toda empresa com CNPJ, seja do tipo ME, MEI, EIRELE ou outra, deve se regularizar.

Grandes geradores

A Prefeitura tem desde 2002 uma lei que obriga os estabelecimentos que produzem mais de 200 litros de resíduos por dia a contratar um serviço de coleta. Mas, por falta de fiscalização, muitas vezes é o caminhão de lixo comum que acaba levando esses resíduos.

Em abril deste ano, um decreto instituiu a necessidade do novo cadastro. O objetivo é monitorar melhor, de forma eletrônica, o que os comerciantes produzem.

“É um sistema que faz uma leitura de QR Code. Ele lê o estabelecimento, o contêiner utilizado para colocar os sacos de lixo, a empresa que está transportando”, diz Evaldo Azevedo, diretor de Serviços da Amlurb.

Até agora, só 40 mil grandes geradores de resíduos se cadastraram. O número corresponde a menos de 30% dos 140 mil registrados no município.

É o caso da feirante Cláudia Yamada, que produz mais de 200 litros de lixo por dia, mas não sabia da exigência. “A gente precisa e preparar primeiro. Não adianta impor uma coisa que a gente não tá sabendo, né?”, afirma.

 

Fonte: G1


Compartilhe


Comentários