Saúde emocional dos farmacêuticos durante a pandemia do coronavírus



A preocupação mental do momento é um assunto que devemos conversar para garantir o bem-estar dos profissionais

 

Dia 4 de Junho, próxima 5a-feira, o Sincofarma/SP apresentará o seu mais novo serviço para os associados: Apoio Psicológico.

Serão dois métodos distintos, de um lado, Dr. Gustavo Zancheta, psicólogo clínico especialista em Terapia Cognitiva Comportamental, psicologia clínica e psicoterapia. Outra técnica, é a apresentação de uma plataforma inédita no Brasil, a  OrienteMe, utilizada através de aplicativo no seu smartphone ou computador, de maneira simples e personalizada onde se é mapeado a saúde mental dos colaboradores e sua empresa e oferece o tratamento ilimitado de psicólogos via mensagens e videochamadas, além de analisar os dados agregados para a tomada de decisão preventiva.

 

APOIO PSICOLOGICO PARA PROFISSIONAIS DA NOSSA AREA

Estratégias de dois diferentes métodos para ajuda psicológica a meio desta situação que vivemos. Na atual situação de uma invulgar pandemia, da covid-19, é comum que qualquer ser humano se sinta muito mais ansioso e assustado. Perante esse cenário, o dever do farmacêutico de orientar e guiar as pessoas nesse momento, acaba sobrecarregando o profissional e afetando a saúde mental deles.

Sentindo essa necessidade, o Sincofarma/SP, após contatos e pesquisas, incluindo a informação do projeto da Neo Quimica, que oferece apoio psicológico através da OrienteMe,  irá lançar este serviço em parceria com os profissionais citados e promover uma live no canal do Youtube, dia 04 de junho, às 18h com a participação de dois profissionais: Dr. Gustavo Zancheta, psicólogo clínico e Dra. Renata Tavolaro, psicóloga e coordenadora técnica da OrienteMe.

 

Conversamos com os profissionais para uma preliminar e, segundo Dr.Gustavo, o número de casos de crises de pânico, por exemplo, têm se multiplicado e aumentado a cada dia. Para os profissionais da saúde pública que estão na linha de frente no combate contra o novo coronavírus, estão mais expostos a contaminação por si só, e isso eleva ainda mais o medo e a insegurança.

 

“Os farmacêuticos fazem parte desse grupo de profissionais de suma importância no combate à pandemia e, por isso, devem se atentar à sua própria saúde mental e emocional, além é claro dos cuidados recomendados de higienização já conhecidos por todos.  Devido ao contato direto e diário dos farmacêuticos com o público em geral, é comum o surgimento de profunda ansiedade, angústia, medo e, até mesmo, depressão” explica o psicólogo.

 

COMO MANTER A MENTE E O EMOCIONAL SAUDÁVEIS

 

Dr. Gustavo dá a dica que primeiramente é importante ter em mente que esse momento é excepcional e vai passar. Além disso, devem tomar consciência da importância de seu papel que desempenham na manutenção da saúde da população como um todo.

 

Porém, é essencial ressaltar que esses profissionais devem manter um contato saudável com as notícias, diminuindo a frequência de acesso a elas caso sinta adequado. “Ajuda muito também manter atividades que proporcionem satisfação, como boas leituras, filmes e seriados leves e divertidos, passatempos como música, jogos com filhos (se possível), brincadeiras com animais de estimação, etc” acrescenta.

 

Já Renata, da OrienteMe, tem algumas outras dicas de como a pessoa pode passar por essa situação de tensão. “A prática do autoconhecimento faz com que a pessoa tenha controle sobre suas emoções, positivas ou não. Habilidade importantíssima em tempos de crise. Outra sugestão é praticar exercícios de respiração, pois nos ajudam a encontrar o equilíbrio emocional. A visualização de imagens mentais relaxantes durante os exercícios de respiração é comprovadamente eficaz na luta contra os estados tensionais” explica a terapeuta.

 

DESEQUILÍBRIO EMOCIONAL AFETA TAMBÉM A SAÚDE FÍSICA

 

Hoje sabemos que mente e corpo fazem parte de um único sistema, inter-relacionando-se todo o tempo. Por isso, não é surpresa que desequilíbrios emocionais afetem a saúde física e vice-versa.

 

“A maneira como o sintoma físico se manifesta normalmente se dá de maneira muito particular e individualizada para cada caso. É comum verificarmos dores de cabeça, tonturas, taquicardia, falta de ar, insônia, disfunção de apetite, formigamento em membros, dores pelo corpo, por exemplo” explica Dr. Gustavo. Por isso, procurar por ajuda quando se sentir ansioso, em pânico ou depressivo é uma saída para que não chegue ao ponto de afetar o corpo físico.

 

PLATAFORMA SINCOFARMA/SP COM A PLATAFORMA ORIENTEME 

 

A Dra. Renata explica que a plataforma de saúde mental OrienteMe é um local onde a pessoa pode se comunicar com o psicólogo sempre que quiser, pelo aplicativo ou site. O Sincofarma/SP terá uma parceria com a ferramenta, para ajudar os profissionais da farmácia a cuidar da saúde mental e emocional.

O paciente preenche um pequeno formulário de perfil, mostrando o que busca na terapia. De acordo com este perfil, a plataforma vai conectá-la ao profissional que tem a melhor formação, experiência e avaliação na plataforma para atendê-la.

O grande diferencial da OrienteMe é justamente a pessoa escolher como e quando prefere se comunicar. Pode ser por mensagens de texto, áudio, vídeo e imagem sem precisar marcar horário (o psicólogo vai responder pelo menos duas vezes ao dia de segunda à sexta-feira) e a paciente também pode agendar sessões de videochamada com horário marcado.

Na OrienteMe é possível permanecer anônimo para o psicólogo, se assim desejar. Sabemos que muitas pessoas deixam de fazer terapia por vergonha e ter a opção de não se identificar pode ajudar a pessoa a se abrir mais facilmente. 

 

PARCERIA CLÍNICA DO SINCOFARMA/SP COM O DR. Gustavo Zancheta,

 

Com mesmo propósito de ajudar os profissionais da farmácia a cuidar da saúde mental e emocional, firmamos uma parceria com o consultório do Gustavo Zancheta, especialista em Terapia Cognitiva Comportamental, técnica cada vez mais reconhecida no segmento da psicologia para cuidar dos transtornos de ansiedade, pânico e depressão.

 

“Resumidamente, essa linha busca identificar e mudar pensamentos e comportamentos disfuncionais, proporcionando mais qualidade de vida e bem-estar através de diversas ferramentas psicológicas” afirma o psicólogo. Sendo assim, a TCC pode ajudar os farmacêuticos a tornarem seus pensamentos e comportamentos mais saudáveis e adaptados a suas demandas pessoais e profissionais, se tornando mais confiantes e assertivos.

 

LIVE NO CANAL DO YOUTUBE DO SINCOFARMA/SP

 

É um mundo de interesse, necessidade e ajuda mental e emocional que iremos começar a tratar. No dia 4 de junho será apenas um momento de apresentação.

Participe da nossa live: CLIQUE AQUI

 

A ideia é também fazer cursos deste assunto. Esteja sempre atento ao site do Sincofarma/SP www.sincofarma.org.br

 

Não perca!

 

Fonte: Comunicação Sincofarma/SP


Compartilhe


Comentários