Sudeste representa 76% das vendas online de itens farmacêuticos



Em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) houve uma mudança de comportamento de consumidores em vários mercados, inclusive, no varejo farmacêutico. Com as medidas de isolamento social, muitas pessoas passaram a comprar por meio dos serviços de e-commerce das redes de farmácias. Nesse sentido, a região Sudeste brasileira sentiu bastante esse impacto, pois, concentrou a maioria dos consumidores digitais.

Segundo um levantamento realizado pelo aplicativo de vendas online Farmácias APP, entre janeiro e setembro de 2020, o Sudeste brasileiro representou 76,7% do total de consumo em farmácias online, sendo que, desse percentual, São Paulo se destacou, pois, foi o Estado que somou 90% das compras da região.

“O isolamento social foi um fator importante para o aumento da segurança e confiança do consumidor na hora de comprar online, principalmente produtos para a saúde. Apesar das farmácias continuarem abertas, os deliveries farmacêuticos mostraram-se essenciais no dia a dia da população”, explica a coordenadora executiva do Farmácias APP, Renata Morais, em matéria publicada no portal Medicina SA.

Ranking nacional

Nesse sentido, o Top 5 entre as regiões do Brasil é composto pelo Sudeste, lidera o ranking com 76,7% das vendas, seguido pelo Sul, que aparece na segunda colocação com 15,8% e, logo depois, o Nordeste, concentrando 4% do total. Por fim, o Centro-Oeste com 2,9% e o Norte com 0,6% completam a lista.

 

Fonte: ICTQ


Compartilhe


Comentários