Uso de Florais para Animais



Crônica semanal de Liliane Barros

Querido leitor,

Gratidão por estar comigo!

Conversamos até aqui, entre outros assuntos, sobre floral e veterinária. Esta semana o assunto será o uso de florais para animais. Vamos juntar os dois assuntos !!!

 

FLORAIS

Os florais são mais uma possibilidade de tratamento na veterinária. As essências florais agem no estado mental, assim a personalidade e as características de temperamento nos direcionam para selecioná-las de maneira correta.

Podemos refletir: como tratar os animais se não podemos conversar e verificar o que está acontecendo no seu mental?

Sim, podemos!

Animais tem emoções! Conhecemos o carinho que eles oferecem, as brincadeiras diárias, a curiosidade, a personalidade, o temperamento, quando estão alegres e tristes, quando estão saudosos, se estão se alimentando direito ou estão sem apetite, se estão tristes por mudanças de hábitos familiares, pela morte de um ente amado….

Tudo isso nos faz analisar os nossos queridos e sabermos se algo está diferente e o que pode estar acontecendo.

 

TEMPERAMENTO DO ANIMAL

 

Cada animal tem as suas diferenças, uns são mais agressivos, outros, carinhosos, amorosos, gulosos, meigos.

Se tivermos mais de um pet, sabemos como cada um é, assim podemos ajudar o médico veterinário que estudou os florais a selecionar os que são necessários neste momento.

Sim, momento, pois os animais também passam por diversas situações ao longo da vida.

Nada melhor do que uma conversa com o tutor para investigar o que pode estar acontecendo.

É importante observar os animais também.

Os tutores devem ter um olhar objetivo e crítico para a descrição do que está acontecendo, sem fantasias, pois muitas vezes por gostar demais, disfarçam situações. Não podemos esquecer que o pet está sofrendo com as situações enfrentadas.

 

Quanto melhor o olhar, melhor e mais rápido será o resultado.

 

Muitas vezes o animal apresenta situações em que não estamos acostumados a vê-los tendo determinadas atitudes.

Por exemplo, um cão que está acostumado a fazer suas necessidades fisiológicas fora de casa e agora está urinando em casa. Sente-se triste com o acontecido, late para as pessoas com frequência, passa o dia triste e desanimado e começou a ter medo do barulho.

Sua tutora descreve que começou a ter estas ações após a chegada de um filhote, onde tem que começar a conviver.

 

O que pode estar acontecendo?

 

Podemos entender que ele está com ciúmes, querendo chamar a atenção e com vergonha, além da tristeza de ter que dividir o carinho e a atenção dos tutores.

Para este caso indicaria:

  • Beech para a intolerância em relação ao filhote;
  • Crab Apple pela vergonha após ter urinado em casa,
  • Gentian para as dificuldades que irá enfrentar,
  • Mimulus para o medo e
  • Holly para os ciúmes que está sentindo.
  • Para momentos de dificuldade e tensão utilizaria o Rescue Remedy.

Hoje observamos que muitos animais são recolhidos por maus tratos ou abandono. Para estes podemos utilizar o floral Sweet Chestnut, utilizado para angustia mental aguda, para os que passaram fome ou ainda para animais que chegaram no limite da resistência.

Dica:  observe sempre o seu pet, além dos cuidados com alimentação, medicamentos, tratamento cosméticos, mantenha os cuidados com a saúde mental.

Fico por aqui!

Até a próxima semana com mais dicas magistrais!!!

Gratidão!


 

WhatsApp: (11) 98269-8491
• Consultório – Rua: Barata Ribeiro, 380 – cj 26
Cerqueira César – São Paulo
Atendimento de terapias integrativas e complementares – Reiki, Florais, Meditação e Fitoterapia.
• Consultoria Técnica Magistral.
Instagram: @profa_liliane_barros
e-mail: lilianeabarros@gmail.com
LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/liliane-almeida-barros-05118934

 

Fonte: Comunicação Sincofarma


Compartilhe


Comentários