Varejo farmacêutico cresce 15,6% e fatura R$ 139,37 bilhões



Apesar do ano atípico por conta da pandemia, 2020 representou um bom momento para o varejo farmacêutico, com o setor apresentando crescimento de 15,6% no faturamento, se comparado ao exercício anterior, revelou o Monitor Mercantil. Redes independentes puxaram o resultado.

Conforme os números compilados pela consultoria especializada no setor farmacêutico IQVIA, o faturamento das farmácias em 2020 foi de R$ 139,37 bilhões, contra R$ 120,54 bilhões do ano anterior. O grande destaque do aumento da receita foram as lojas das redes associadas à Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar), que cresceram ao longo do ano 26,1%.

“Os números não nos surpreendem, pois já vínhamos crescendo bastante acima do mercado. Mas uma característica desse ano foi um crescimento maior das farmácias nos bairros. Isso se deve ao fato de que, com o isolamento, as pessoas tiveram que ficar em casa e passaram a consumir mais em farmácias próximas e não nas das regiões centrais”, explicou ao Monitor Mercantil o presidente da Febrafar, Edison Tamascia.

Em relação ao crescimento contínuo da Febrafar, isso tem relação direta com sua participação no mercado, que passou de 9,1%, em 2016, para 12,1% em 2020, revelou Tamascia. “Vemos que as farmácias das redes associadas à Febrafar, que estão utilizando as ferramentas de gestão disponibilizadas, estão se destacando, pois passam por um processo de maior profissionalização, percebem como é o mercado e crescem acima da média”, salientou o executivo.

Na pesquisa da IQVIA, um ponto de destaque no consumo dentro das farmácias foi o de suplementos vitamínicos. Segundo o levantamento da consultoria, a procura por esses compostos dispararam – alta de 47,9% em todo o mercado e de 60,9% na Febrafar.

Segundo os especialistas, em ano de pandemia, essa procura está relacionada com a preocupação dos brasileiros com o reforço da imunidade. Já em relação aos medicamentos, o produto que mais se destacou foi a ivermectina (mg comprimido 6.00mg x 4), que teve um crescimento de 2.869,11%, também impulsionado pela Covid-19.

E-commerce também obteve bons resultados

Um segmento do varejo farmacêutico que também experimentou um crescimento importante foi o meio eletrônico. Compras digitais de produtos farmacêuticos se tornaram uma realidade na vida dos brasileiros.

Segundo o aplicativo de vendas on-line Farmácias APP, a digitalização das farmácias no País está em um momento de expansão exponencial, em que os lojistas entendem a necessidade de estar presente no e-commerce e já começam a buscar maneiras de viabilizar esse investimento. Prova disso, é que as receitas no aplicativo cresceram 772% em 2020, resultado de aumento de 217% no número de usuários nas plataformas.

Para a coordenadora de marketing do Farmácias App, Renata Morais, lojas que não têm nenhum tipo de presença digital podem contar com plataformas robustas, capazes de atender às necessidades delas como pontapé inicial para o e-commerce.

“Boas oportunidades estão em marketplaces e aplicativos, por exemplo. Eles já contam com uma estrutura inteiramente preparada e que facilita a vida de empresários, especialmente daqueles que ainda não têm recursos suficientes para estruturar o próprio site”, explicou Renata ao Monitor Mercantil.

Outro benefício da digitalização do mercado farmacêutico, segundo ela, é a tendência de o consumidor gastar mais no e-commerce, tendo uma cesta de compras programada e com maior organização. Além disso, a loja on-line proporciona um crescimento nas vendas em horários que geralmente possuem pouco fluxo nos pontos de venda físicos.

“A loja digital é mais um canal de vendas, com a possibilidade de atender ainda mais consumidores por meio de delivery, entrega expressa ou envio pelo correio. Outro benefício são as compras com retirada em loja, que têm se mostrado tendência nas farmácias ao ampliar os seus negócios, ao mesmo tempo em que organizam o fluxo de clientes e reduzem filas”, concluiu a coordenadora do Farmácias App.

Varejo oferece boas oportunidades aos farmacêuticos

Com os bons resultados que o setor de farmácias tem colhido nos últimos anos, as oportunidades oferecidas aos profissionais farmacêuticos têm igualmente se ampliado. O que é uma boa notícia, uma vez que no varejo está geralmente o primeiro emprego de muitos recém-formados.

Mas as opções de carreira não se restringem ao balcão da drogaria. Com a farmácia clínica e o consultório farmacêutico sendo montado em diversos pontos de venda pelo Brasil, o campo de trabalho para o profissional de Farmácia se amplia, com a possibilidade de uma remuneração mais atrativa.

 

Entre no site do Sincofarma, para ver as vagas disponíveis no mercado e publicar seu currículo em nosso site. Esta pode ser a oportunidade de conhecer o segmento do varejo farmacêutico e ampliar suas capacitações.

Para publicar seu currículo!

Para procurar por vagas!

Fonte: ICTQ


Compartilhe


Comentários